quarta-feira, 3 de abril de 2013


Tá ruim pra você?

8
Olá meus amores, como foram de páscoa?

Eu vou sair rolando já já, com o bucho cheio de chocolate! hahaha

Hoje, eu passei o dia com um bichinho me coçando pra compartilhar mais uma das minhas experiências de vida com vocês, algo bem do cotidiano mesmo, coisas que nem sempre damos importância, nem ao menos gostamos de falar, mas me tocou profundamente, então lá vai!

Semana passada, eu estava no busão a caminho da faculdade, quando vi um estudante falando com a mãe ao celular:

- Mãe, vc é muito chata, vc enche o meu saco, eu já não aguento mais, é por isso que quero ir embora, morar sozinho e sumir no mundo!

Eu automaticamente pensei: Se fosse meu filho, lógico que não falaria assim comigo, pq teria medo de ficar sem os dentes e com a boca torta pro resto da vida! hahahaha
Nossa, eu realmente fiquei sentida por aquela mãe, imagina como ela ficou se sentindo ao ouvir aquilo tudo de um filho?

Na segunda passada, houve um processo de seleção na minha empresa, onde buscamos pessoas em comunidades pobres, favelas mesmo! rs
E nessa seleção, veio uma moça, muito tímida, instrospectiva, e começou então o processo habitual de entrevistas...

- Quantos anos vc tem?
- 18
- Mora com quem?
- Sozinha...
- Sozinha? Mas como? Vc é tão jovem pra morar sozinha!
- Eu não tenho ninguém no mundo...
- Como assim, nem pai, nem mãe?
- Minha mãe morreu atropelada por um ônibus ano passado, meu irmão morreu baleado numa favela e meu pai morreu de câncer há 10 dias e desde então, eu estou sozinha...

Automaticamente me veio aquele menino, tão rebelde, tão revoltado na cabeça... Puxa, o que essa menina daria para ter essa família de volta? E o outro, querendo se ver longe da mãe?

Infelizmente ela não ficou na empresa, pq o horário oferecido pela empresa não era do interesse dela, eu gostaria muuuuuito de ter essa moça na equipe! Nossa, eu senti uma compaixão, uma vontade absurda de afagar, de cuidar daquela menina ...

O fato é, não tenha vergonha, não desmereça, nem se afaste de sua família, por mais estranhos, briguentos, chatos, seja lá o que for, eles são a sua família! Toda mãe é chata, todas gritam, todas enchem o saco, todo pai, irmão (ã), primo (a), tio (a), tem seus defeitos, você tem defeitos, você é chato(a) pra alguém! rs

Então, eu agradeço muito a Deus, pela minha família, composta por um bando de pobres, gente boas pra cara#*o, que falam alto, brigam, xingam, mas no final, todos se defendem, todos se amam e todos se querem bem!

Se você acha que precisa pedir perdão a alguém, e está sempre esperando o momento certo e esse momento nunca chega, não perca mais tempo! É clichê, mas é verdade... A gente nunca sabe o dia de amanhã!

Essa é a minha família Buscapé!!!

Que ri, que ama, que ora, que chora, que é minha!!!







Banheira que tinha na casa da vó quando eramos meros faveladinhos!!! kkkk Muito amor! < 3
 O avô mais lindo do mundo!!! hahaha

Beijos meus amores e até mais!!!


8 comentários:

Amandinha♥ disse...

Post lindo e que encheu meus olhos de lágima!

Carol disse...

Por isso gosto de visitar seu blog, porque vc é humana, não é mais um daqueles cabides de plástico dos blogs de moda...

ROSE OLIVEIRA disse...

Que lindos Bruna grandes e sabias palavras, um xeru da Rose

http://www.blogtopodendo.blogspot.com.br/

Fabi Lange Brandes disse...

ai que post mais lindo Bruna, que história..... eu valorizo muito minha família, são tudo pra mim
beijos e parabens pela reflexão

silvana gomes de oliveira lourenço disse...

Bruna
Adorei seu relato, vc tá certíssima.
Parabéns pra vc que é linda e muito mais linda ainda interiormente.
Bjm !!!

Aline Castro disse...

Coisa linda seu post.Me emocionei com a história. Graças a Deus dou mt valor a minha familia e estou tbm sempre com eles. belas fotos,lindos momentos. Bjinhu Bruna

Mell Nasgon disse...

Posso falar?! Chorei!
Família linda Bruh!

A nossa família é sempre a mais importante no mundo, apesar de tudo!

Ai, mas vc tinha que me emocionar?! Chorando...tô sensível.
Agora voou inundar sua tela! Rsrsrsrs....^^


Bjokssssss amore.

VIDA DOIDA^

http://mellnasgon.blogspot.com.br/2013/04/look-floridinho.html

Carol Maranhão disse...

Gente, tem famílias... e famílias... Deve ser difícil pra quem tem família bacana compreender os motivos de quem que sair de casa e etc... Mas, gente, vocês nâo tem idéia do que é ter uma família de m****... Não dá pra julgar sem conhecer a realidade da pessoa.

Olha meu exemplo:

Eu detesto minha família, é um ninho de cobras... Nunca me ajudaram em nada... E fazem questão de atrapalhar se puderem. Um bando de fofoqueiros, mentirosos e desonestos que só querem ver os outros na pior. E olha que é todo mundo com formação superior, heim... Gente "estudada" que deveria conhecer os mínimos princípios de ética e respeito, pelo menos...

Quando fiz 18 anos, sai de casa e NUNCA mais voltei... Eu vivia infeliz, sufocada, não podia fazer nada sozinha... Eu saia pra a escola e a doente da minha mãe vinha atrás de mim, me seguindo como se eu estivesse indo pra cracolândia... Sempre fui super responsável e nunca "dei motivo".... Ela tem problemas psiquiátricos e se recusa a fazer o tratamento. Tornou a vida de todos um inferno. Como meu pai a trai muito e arruma várias amantes (segue abaixo), ela fica com raiva e descontava em quem?? Me dava surras toda vez que ele sumia e desligava o celular. Me esculachava no meio da rua e na frente dos vizinhos... A TOA... Só porque o marido sumia e ela sabia que estava com amante.

Meu pai é fdp de marca maior... Sempre tirou dinheiro de dentro de casa pra sustentar amante na rua... A gente nunca pode ter nada de supérfluo, porque nunca sobrava grana... Nunca viajávamos nas férias e essas coisas.... E o fdp levando amante só pros motéis mais caros da cidade. Cansei de passar dias sem luz e água em casa quando era criança, porque a conta estava atrasada... Enquanto isso, o "bonito" levava as amantes para viajar e fazer compras... E a idiota da minha mãe é casada com ele até hoje.

Ninguém aguenta viver numa realidade dessas, gente.... Já fazem uns 7 anos e meio que eu sai de casa e tentei voltar algumas vezes, mas é sempre a mesma baixaria: brigas, desrespeito, etc...

Estou muito feliz por ter "saído fora" e pretendo não voltar nunca mais...

Postar um comentário

Brunecas agradece sua visita, volte sempre!

Cat